terça-feira, 19 de outubro de 2010

Batom

.
Quando eu era criança meu pai dizia: "batom só depois que fizer 15 anos." Mas nas festas de São João ele sempre abria uma exceção. Minha mãe me vestia de caipira, fazia maria-chiquinha no meu cabelo e me pintava toda a cara. Blush rosa, sombra azul, um monte de pinta de lápis de olho nas duas bochechas e batom vermelho, que em mim mais parecia um risco fino de hidrocor. Minha mãe dizia que quando eu nasci achou que eu não tivesse boca.

Na 5ª série meus pais se separaram. As meninas da sala sempre iam de batom, menos eu. Minha mãe dizia que criança não usa batom nem pinta as unhas. Oh, como eu queria ter unhas grandes e pintá-las de vermelho!

A primeira vez que pintei minhas unhas eu tinha 15 anos, mas minha mãe não deixava a manicure tirar cutícula. De vermelho só aos 18, quando eu já tinha vontade própria e dinheiro para pagar.

Sou da época do batom 24 horas. Na 7ª série as meninas levavam e a gente usava para brincar de "caí no poço", só para beijar na boca dos meninos sem borrar o batom. Um dia nossas mães foram convidadas pela direção da escola a comparecerem na hora do recreio. Pegaram a gente no flagra. Pelo menos não tinha ninguém beijando na boca de ninguém. Fiquei um mês sem bicicleta e sem natação.

Depois disso nunca mais usei batom. Depois dos 15, no máximo um brilho cor de boca.

Postado por Bárbara

5 comentários:

Juci Barros disse...

Eu também sonhava com o dia que pudesse memaquilar, mas quando esse dia chegou percebi que gosto do básico, um brilhinho e talz.
Beijos.

Daia.BSilva disse...

Hahaha! Nunca houveram proibições desse tipo na minha casa, até pq eu nunca dei muita bola para maquiagens até os 14 anos, mais ou menos... e aí já podia fazer qualquer coisa, pois tinha uma boa noção do que era legal ou não! :)

Si disse...

Simplesmente amei o seu blog... Inteligente. E posso te dizer que apesar de nao ter nada haver com o meu. Pq escrevo coisas totalmente diferentes das que li aqui, me identifiquei muito com vc. Por dentro. Na hora. Virei sempre. Se quiser me visitar adorarei.
bjos

Maris Morgenstern disse...

tenho uma crise recem adquira com brilho lábial.
não dá a impressão q vc acabou de comer uma coxinha?

O Clube das Calcinhas disse...

Ai... dá mesmo, Maris. Sem contar quando eu saio de casa, com aquele vento que falta me levar junto, e meu fica grudado na minha boca. Parece que esses brilhos tem ímã. Quer saber? Parei de usar.

Postar um comentário