terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Na sala de embarque

.
Impressionante como as pessoas conversam no celular, dentro das salas de embarque, nos aeroportos. Hoje, na sala de embarque do Galeão, uma mulher sentou-se na minha frente e travou uma conversa de mais de meia hora. Às vezes me pergunto o que tanto essas pessoas conversam. Tudo bem que eu não tenho nada a ver com isso, mas será que há mesmo alguém do outro lado da linha ou a pessoa está fingindo que está falando com alguém para passar o tempo, chamar a atenção dos outros ou simplesmente para mascarar a solidão daquela espera chata pelo vôo atrasado? São sempre os solitários que fazem isso.

Eu mesma já fiz muito isso. Ainda faço de vez em quando. Hoje fiz diferente. Trouxe o chip que uso no modem da vivo e coloquei no meu celular. Não, não tenho notebook e minha internet é 3G porque minha linha telefônica fixa ainda não tinha disponibilidade para o velox.

Entrei no MSN, mas estava sem assunto e ninguém quis puxar conversa comigo. Decerto estavam todos sem assunto também. Internet é isso, né, gente... nos conectamos e ficamos ali, paralisados, olhando para a tela do computador, sem saber o que fazer, tentando inventar um assunto para puxar com algum amigo online ou pensando que perfil de orkut fuçar. Graças a Deus eu tive o bom senso de encerrar minha conta. Estava ficando viciada naquilo. Tem o youtube também, mas eu nunca sei a que vídeo assistir.

Depois de muito ficar olhando para visor do celular, resolvi escrever isso aqui. Sim, eu estava sozinha na sala de embarque. Comecei a escrever desenfreadamente e as pessoas não paravam de me olhar. Eu estava mesmo parecendo uma louca com meus óculos de armação vermelha.

Tá aí uma nova maneira de passar o tempo e chamar a atenção alheia no aeroporto. Ajuda também a espantar a solidão, já que quando escrevo sinto-me como se estivesse conversando com alguém. E estou, né gente? Do mesmo jeito que conversava no celular, sem ninguém do outro lado da linha, converso com vocês, mesmo vocês estando dispersos pelos quatro cantos do mundo.

E quem nunca teve amigos imaginários, não é verdade? Eu tenho até um namorado imaginário, mas isso é um segredo que fica aqui entre nós.

Postado por Bárbara

5 comentários:

¤*Daia*¤ disse...

Gostei da saída que inventou. Eu, quando estou em momentos de espera, de tédio, geralmente não ligo para as pessoas. Fico me comunicando via sms no celular. Quase não chama a atenção das pessoas ao redor e cumpre sua função. Distrair!

Bjo

Maris Morgenstern disse...

també achei q é uma boa solução.
mas e ai, como foi seu voo?

Dani disse...

Hahahahahaha
Namorado imaginário..deve ser interessante..pois não enche o saco...e tá sempre apaixonado.
hahahahaha
Ahh detesto faladores compulsivos de celulares!
Ódiooo
beijos gurias calcinhas!!!!

Faxina

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Adorei!

Eu mesmo sou estranhado por muitos, onde vou levo meu cardeninho e estou sempre a escrever e como diz vc, pq não a conversar?

Adorei!

E será que algum dia contará para nós coisas sobre esse seu namorado?

Abraços!

Ela de 4 disse...

qual é mesmo seu MSN? e o seu celular? rsrsrs

Postar um comentário